Últimos Vídeos
Fofuras

Eu sinto muito!

coracaook

Eu sinto muito. Calor, amor, dor… Eu sempre sinto muito!
Nunca fui do tipo de meias palavras, meios sorrisos ou meias paixões. Se é pra sentir, que seja por inteiro. Confesso que nem sempre a história toda acaba bem. Também se sofre muito, mas quer saber?! Faz parte! Quem sabe o valor de estar feliz consegue vivenciar muito mais os bons momentos que a vida traz e, por que não, aproveitá-los da maneira que alguém que protege os sentimentos jamais conseguirá.

Eu sinto muito.
Faço a minha própria trilha sonora. Sonho acordada. Imagino, imagino e imagino. Se não é pra ser assim, pra que então?!

Eu sinto muito.
Gosto de pensar que as pessoas são o mais importante registro da sua história. O que elas vão contar, sentir e lembrar. Ame, tenha raiva e ame de novo. E se precisar, tenha raiva mais uma vez só para amar novamente depois. Os sentimentos são inconstantes, as pessoas também.

Eu sinto muito.
E há muito não sentia tanto.

E pra você, que acha que sentimentos devem ser calculados, polidos e ponderados: eu sinto muito!

45 Comentários
Comentários

  1. Katherine Gomes • 09 de junho de 2015 • 12:43

    Arrasou!

  2. gil • 09 de junho de 2015 • 12:54

    oi kaaa, que texto lindooo, calor confesso q é o q mais sinto kk snto dor as vezes, mas quem nao sente? amo muito, graças à Deus mas em um lugar q ate quando chove fica quente e abafado ja cansei :( kk queria vestir casacos pelo menos um dia no ano kk :( a kaa toda inspirada e eu contando meu sofrimento kk D:
    kaa, me visite tambem:
    http://www.gilvaniaevans.com

  3. Gabriela • 09 de junho de 2015 • 12:58

    Amei o texto! Também sempre fui meio exagerada, não sei sentir nada pela metade, haha. http://www.alemdolookdodia.com

  4. Isa • 09 de junho de 2015 • 13:11

    Eu também sinto muito! muito amor pelos seus textos, imagino um livro seu cheio de textos assim para cada dia do ano! ;*

  5. Carolina Ribeiro • 09 de junho de 2015 • 13:14

    Oiie Karol amei o texto.. Lindo <3

  6. Bruna Mels • 09 de junho de 2015 • 13:29

    Que lindo, Karol!
    Adorei o texto… <3

  7. Julia Lorrane • 09 de junho de 2015 • 15:05

    ♥♥

  8. Allanis • 09 de junho de 2015 • 17:20

    Karooool, faz um post falando sobre o Jardim Secreto! Você autografou o meu no encontrinho da melissa, lembra?! hahaha

  9. Blair Pttsn • 09 de junho de 2015 • 17:40

    Que lindo, Karol. Profundo. Esperando ansiosamente pelo seu livro. Eu o amaria se fosse cheio de pensamentos como este. <3
    https://cronicasdagaveta.wordpress.com/

  10. Jennifer • 09 de junho de 2015 • 17:41

    Olha dona Karol, não sei porque ainda não publicou um livro, com tanto talento assim não tem que ficar escondendo não hein! Você é uma inspiração <3 um milhão de beijos da sua admiradora. ♥ :)

  11. Natália behn • 09 de junho de 2015 • 18:49

    Sem palavras Ka.

  12. Mandy • 09 de junho de 2015 • 18:55

    Amo seus textos KAH <3

  13. Carol ABreu • 09 de junho de 2015 • 19:21

    Texto de pisciana esse, Karol. Voce não tem como ser de outro signo!

  14. Giselle • 09 de junho de 2015 • 21:19

    Que maravilha é ler um texto seu e imaginar você falando e lendo pra mim. Te admiro demais Karol.

  15. Juliana • 09 de junho de 2015 • 22:53

    NECESSITO DE UM LIVRO KAROL PINHEIRO!!!! COM ESSES TEXTOS EMOCIONANTES

  16. Vanessa • 10 de junho de 2015 • 00:14

    Ka, volta com o continua. Por favor!!
    Bjus

  17. Bianca Corrêa • 10 de junho de 2015 • 07:08

    huuum cheiro de amor no ar

  18. Jaque Rangel • 10 de junho de 2015 • 09:30

    Muito lindo amei K <3

  19. Mel Lobo • 10 de junho de 2015 • 09:51

    Amei…tô a espera de um livro teu hahaha

  20. Barbara • 10 de junho de 2015 • 16:35

    texto maravilhoso K. Me identifico muito.

  21. Ana. Luiza • 10 de junho de 2015 • 20:52

    Oii Karol, achei esse texto maravilhoso porque é o que eu realmente sinto e as vezes eu acho que não deveria sentir muito e você me mostrou que sentir muito é melhor do que sentir nada, sentir muito é viver extremamente. Obrigada!

  22. Juliana • 10 de junho de 2015 • 23:51

    Difícil encontrar um post com o qual me identifique tanto. Um texto curto, mas que resume muito do que sinto também. Me entrego de corpo e alma a tudo que faço, amo como se não houvesse amanhã e quero sempre agradar. Nem sempre recebemos em troca na mesma proporção, nem o resultado das coisas q fazemos vêm como queremos, mas o que é a vida senão uma chance de errar e aprender com os erros? E no final das contas… buscar ser sempre feliz. =)

  23. Bela Hanajima • 11 de junho de 2015 • 16:14

    Que lindoooooo! ♥

  24. Larissa Marques • 13 de junho de 2015 • 00:16

    Texto maravilhoso, Karol!
    Vc deveria escrever mais no log, textos assim pra gente pensar! Parabéns!

  25. Letícia • 19 de agosto de 2016 • 20:03

    Karol, eu amo sua escrita, por favor, não pare de fazer textos aqui para o site. Abraço apertado xxx