Últimos Vídeos
Fofuras

Sobre sentir medo e aprender a perder e viver

neveok

Eu nunca fui do tipo corajosa. Mesmo que fizesse o maior esforço para que as pessoas pensassem ao contrário, sempre senti medo de atravessar a rua sozinha, dirigir na chuva e morrer. Sim, morrer. É meio louco que a única certeza que a gente tenha na vida seja, justamente, que ela simplesmente terá um fim. Quando? É aí que está o mistério! Muitos dizem que o segredo é esquecer desse detalhe, viver sem pensar muito e esperar. Afinal de contas, quando o momento do adeus chegar, não haverá absolutamente nada que você possa fazer. Ok, que seja.

O problema é quando esse medo não tem ligação com o que vai acontecer com você, mas sim, com quem você ama. E se for escuro? E se for solitário? E se for simplesmente nada?

Todos esses pensamentos invadiram minha cabeça recentemente sem pedir licença e teimaram permanecer ali. Chatos, constantes, insuportáveis. Logo eu, que apesar da pouca falta de coragem nunca fui de pensar muito sobre os problemas. Logo eu que sempre preferi ver o lado feliz das coisas. Logo eu…

Pedi, implorei, supliquei para que eles fossem embora. Nada adiantava. Até que um pontinho de luz invadiu a minha vida. VIDA! Tão pequeno, com os olhinhos brilhantes cheios de VIDA! VIDA! Foram 36 horas ao lado dele feliz sem precisar de muito. Como quem tem um recado pra dar, ele decidiu que era o momento de me mostrar que o que importa é o que acontece agora. O que acontece durante as 36, 48, 200 horas, dias, meses ou anos em que a gente tem VIDA!

Um buraco gigantesco ficou no meu coração, mas sei que o Neves cumpriu sua missão na terra e, principalmente, ao meu lado. Hoje ele está lá em cima juntinho com um cara que amava animais e que sempre me dizia: “nada é por acaso”! Meu avô tinha toda razão! Os pensamentos ruins deram espaço a certeza de que tempo nenhum deve ser desperdiçado. Mesmo que seja pouco tempo.

Não vou desistir e ainda quero muito dar todo o meu amor à um peludinho de quatro patas. Mas jamais esquecerei daquele que em 36 horas me fez perceber a importância da vida!

Peço de coração para que vocês respeitem esse momento triste e não façam muitas perguntas. Assim que meu novo amigo chegar prometo contar tudo para vocês. Obrigada de verdade.

73 Comentários
Comentários

  1. Monique Padovan • 24 de janeiro de 2015 • 18:42

    Karol, eu sei o vazio que um peludinho pode nos deixar, mesmo que a convivência tenha sido tão breve. Por alguns anos tive alguns amigos peludos (alguns adotados, alguns comprados, alguns ganhados), mas infelizmente algo sempre acontecia e eu os perdia, pro papai la do céu.
    Então um dia desisti. Comecei a pensar que talvez eu não estivesse cuidando adequadamente e que a culpa era toda minha, e nunca mais adotei um peludinho.
    Mas hoje eu vejo que isso foi egoísmo da minha parte. Sim, eu vivi em luto nesse contexto, mas poderia ter ajudado e cuidado de tantos peludinhos, que nos retribuem com nada mais que amor e alegria, e hoje, desesperadamente, procuro um pra encher de amor e de carinho.
    Sei que dói e que as marcas ficam (as boas e os traumas), mas logo você estará pronta pra honrar a memória do Neves, transmitindo todo esse amor pra um novo amigo!
    Tudo de bom e de melhor <3

  2. Mari • 24 de janeiro de 2015 • 18:45

    Karol, todo o meu carinho, sentimento e respeito nessa hora difícil. Sinta-se abraçada e confortada por todos nós, que adoramos você e seu trabalho. <3

  3. Mrs.Brightside • 24 de janeiro de 2015 • 18:45

    Um forte abraço e um carinho era tudo o que queria te dar nesse momento! :/ mas olha, já que não rola tô aqui mandando toda a energia positiva pra você!!! Sei que a semana foi complicada mas tudo passa…logo mais sua animação e seus ‘yeeys!’estarão de volta! <3

  4. Gabriela • 24 de janeiro de 2015 • 18:46

    Te entendo karol, dói demais!!! :(

  5. Leticia • 24 de janeiro de 2015 • 18:50

    Ká, não sou de comentar as coisas, mas viver despedidas é algo que me toca o coração, todas as vezes. Despedidas sendo de alguém que deu um olá tão breve, são ainda tão complicadas. Juro que se te conhecesse não saberia o que te falar, mas o que te escrever. Neves, assim como o Pitty, são anjos, e anjos que aparecem assim para nos ensinar lições, em curto tempo ou não, mas lições de uma vida. Perdi uma pequena aqui tambem, e te digo que o que mais aprendi é sobre a razão do amor! E quem é mais amor do que quem cuida de quem já se foi? Ele te amou em 36 horas e foi retribuído! Você é mais corajosa do que imagina compartilhando tudo isso! Porque uma vez disseram que coragem não é a ausência do medo, é ter medo e mesmo assim enfrentar! Mandando todo amor daqui! ❤️

  6. francielle • 24 de janeiro de 2015 • 18:55

    Aiw Ka… Não to acreditando até agora, serio, quase chorei lendo seu texto

  7. Nathália • 24 de janeiro de 2015 • 19:01

    Muita força Karol!!! Deus sabe o que faz e agora ele esta brilhando em outro lugar e sempre estará olhando você! Beijoos

  8. Gabriela • 24 de janeiro de 2015 • 19:12

    Karol, tal como vc, também perdi meu cachorro recentemente. Sei o quanto é difícil viver e sentir esse momento, já que um ser tão fofo e que só quer o nosso amor se foi. Mas, acredito que há um espaçinho bem especial lá no céu para eles. Como vc mencionou: nada acontece por acaso. E acredite: depois de uma tempestade vem a bonança, então quando vc menos esperar vai vir um presentinho bem especial e que vai te encher de mts alegrias!:) Muita paz,Karol! Bjs

  9. Giovanna Comácio • 24 de janeiro de 2015 • 19:36

    Karol,nunca tinha comentado nenhuma vez aqui desde o começo do blog , sinto muito pelo o que aconteceu com seu anjinho! Sei muito bem como é essa dor , até hoje eu sinto falta do meu ursinho, era um poodle lindo e que vinha crescendo comigo desde meus 4 anos e há dois anos atrás ele foi embora para um belo canto lá em cima, de uma forma ruim , faleceu pelas complicaçoes de uma insuficiência renal , nunca chorei tanto em minha vida … No começo a dor invade tudo mas depois , ah! fica um vazio sim,mas fica preenchido com lembranças e bons sentimentos de amor e afeto! Lembre-se dele sempre assim , e algum dia próximo que tu consiga dar o mesmo amor ou ainda maior para outro amorzinho!Melhoras , e um grande beijo Karol

  10. carol Viana • 24 de janeiro de 2015 • 19:49

    Nossa ka :'( q deus conforte seu coração, mais pode ter certeza q ele foi em paz, pq mesmo q tenha sido por pouco tempo ele foi recebido mto bem amor e carinho então, foi oq não faltou, mais deus sabe oq faz ele escreve o certo por linhas tortas fica bem viu ?!

  11. Nathalia • 24 de janeiro de 2015 • 19:54

    Karol sei bem como é comprar um cachorrinho lindo e ele durar pouco. Eu vi a minha filhotinha labradora definhar, isso mesmo, e sofri demais com ela. Não houve o que fazer, ela foi levada de nós de uma maneira muito sofrida e sentimos muita impotencia, mas é a vida, acontecem coisas muito ruins e nós temos que lidar com isso. Lembro que um tempo depois saiu o filme marley e eu e quando eu vi chorei de soluçar no cinema porque senti todo o sofrimento de novo. Não sei como foi que aconteceu com você. Hoje tenho 5 cachorros, serio, 3 de rua, um doado e um comprado haha eles foram vindo aos poucos, e tenho uma nova labradora tbm, linda e gorda. Não ajuda a superar, mas tras um conforto imenso. Espero que você encontre um novo anjinho de quatro patas que tr faça muito feliz! Beijos e muita força!

  12. Anna Carolina Cavalheiro de Souza • 24 de janeiro de 2015 • 20:08

    Karol, chorei muito no final desse texto! Com certeza ele cumpriu a missão dele, nada é por acaso! Te desejo muita força nesse momento, viu?

    Beijinhos de cupcake

  13. Susany Oliveira • 24 de janeiro de 2015 • 21:19

    Sinto muito Karol. Eu sei o que você esta sentindo,mas com o tempo a dor vai passar. Que vc encontre outro anjo para dar muito amor, tenho certeza que o Neves esta em um bom lugar.

  14. Rayandra Cardoso • 24 de janeiro de 2015 • 21:38

    levei um susto no final do texto ao perceber que o Neves se foi. Passei por isso a duas semanas atrás e foi horrível.
    fui buscar meu irmão na rodoviária e enquanto esperava ele chegar avistei uma gatinha toda suja,magrinha e com um olhar triste me olhando, estava sentadinha no degrau de uma escada. Meu coração chorou quando a vi daquele jeito e logo depois se encheu de amor, peguei ela no colo e a reação dela foi ficar assustada e miar com desespero, logo percebi que alguém ja havia feito algum mal a esse animalzinho tão indefeso, tão pequenino. Levei pra casa comigo e dentro do carro ficava me perguntando “por que eu estou fazendo isso? eu nem gosto de gatos, minha mãe não vai aceitá-la, meu cachorro ta internado doente, não vai sr bom pra ele” mas levei mesmo assim! Todos se apaixonaram por ela, meu cachorro não brigou, não bateu nela apenas estranhou a presença dela. Assim que cheguei em casa coloquei a ração do meu cachorrinho pois era a única que tinha em casa e água, ela estava FAMINTA!comeu como se não houvesse amanhã e logo depois deitou e dormiu no meu sofá. Avisei minhas amigas e pedi pra me ajudarem a dar um lar pra ela mas ninguém se interessou. Logo me apaixonei por ela e pronto, não queria mais que ela fosse embora, dei banho, cuidei, amei, curei suas doenças, seu coração e seu medo. Ela ficou linda, mas em uma noite qualquer ela simplesmente sumiu da minha casa, procurei a noite toda, no outro dia procurei muito e não a encontrei, me DESESPEREI! na segunda noite a procura dela, fui deixar meu namorado em um ponto de ônibus e avistei ela, jogada, esmagada no asfalto, meu chão caiu e eu só sabia chorar, voltei pra casa arrasada! chorei diaaaas! até perceber que por mais que eu tivesse dado um lar a ela, cuidado, amado, Deus decidiu ter ela pertinho dele e quis me provar, ver se todo amor que sinto pelos animais era capaz de me fazer adotar e amar um ser tão indefeso, feinho, maltratado. Por isso meninas querida pedir a vocês que leram esse comentário, a você Karol, que NÃO COMPREM ANIMAIS, ADOTEM, CASTREM, POIS TEM MUITO ANIMAL NA RUA E POUCO LAR, NÃO TEMOS ONDE COLOCAR TANTOS ANIMAIS, POR ESSE MOTIVO DEVEMOS INTERROMPER O PROCESSO NATURAL DE REPRODUÇÃO DELES CASO NÃO POSSAMOS CUIDAR DE SEUS FILHOTES TAMBÉM! Não sei se o Neves foi comprado ou adotado, só sei que dói, perder um amigo dói! e essa é mais uma razão para adotarmos, amizade não se compra! #ForçaKarol.

  15. Débora Cristina • 24 de janeiro de 2015 • 21:50

    que perfeito Ka! me identifiquei muito com uma parte do texto, de pensamentos ruins predominando e a gente implorando para sairem! um momento insignificante me fez esquecer e muito feliz que a Neves te fez tambem! que Deus te abençoe e sinto muito

  16. Júlia oliveira • 24 de janeiro de 2015 • 22:17

    poxa ka, sei que você esta passando por um momento difícil mas, nossa você é a Karol Pinheiro, uma inspiração para todos nos, uma pessoa que eu amodoro, amodoro você mais que nutella, tenho que dizer que demorei um pouco para entender o texto pois eu não acreditava no que li. mais sei que ele já cumpriu a missão dele, lembre-se eles vão mais cedo porque já nascem sabendo amar.e acho que a missão dele era levar alegria a você. te adoro ka!

  17. Gabriela Lopes • 24 de janeiro de 2015 • 22:18

    Karol, tenho certeza que ele cumpriu sua missão e foi muito feliz com os donos maravilhosos que ele teve! Desejo muita força pra vc e pro Gustavo nesse momento, beijos♥

  18. Júlia oliveira • 24 de janeiro de 2015 • 22:18

    poxa ka, sei que você esta passando por um momento difícil mas, nossa você é a Karol Pinheiro, uma inspiração para todos nos, uma pessoa que eu amodoro, amodoro você mais que nutella, tenho que dizer que demorei um pouco para entender o texto pois eu não acreditava no que li. mais sei que ele já cumpriu a missão dele, lembre-se eles vão mais cedo porque já nascem sabendo amar.e acho que a missão dele era levar alegria a você. te adoro ka!!!!!!

  19. Claudinha • 24 de janeiro de 2015 • 22:40

    Força Karol… :)

  20. Bárbara Morais • 24 de janeiro de 2015 • 22:47

    Você colocou seus sentimentos em um texto e isso é ótimo. Cada coisa tem um motivo, to aprendendo e você me ajudou ainda mais. Força Karol! super abraço,bjs

  21. Isis Ferreira • 24 de janeiro de 2015 • 22:47

    Ka eu sinto muitíssimo mesmo, imagino o quanto esteja doendo, mas força. Você tem um dom único, você consegue transmitir tanta alegria pras pessoas, sempre quando estou triste ou com a auto estima lá em baixo procuro seu blog, agora é a nossa vez de retribuir tudo de bom que você nos faz. A gente se ajuda. Receba todo o nosso carinho, todo o nosso amor por você nesse momento. Karol nós te amamos, EU TE AMO e desejo todaa a alegria que existe nesse mundo pra você. Queria poder te dar um abraço beeem apertado agora, mas como não posso espero que minhas palavras façam isso por mim. Fica bem. :) Te amo, te amo, te amo.

  22. Mirelle • 24 de janeiro de 2015 • 22:50

    Texto fantástico, as vezes eu tenho esse devaneios e é quase a td tempo pq eu amo escrever (sonho em ser escritora) e quando estou “vazia”, sem motivação a “vida” e a “morte” ve direto na ponta dos dedos, pedindo por esclarecimento…
    http://efeitotranslucido.blogspot.com.br/

  23. Luisy de Albuquerque • 24 de janeiro de 2015 • 22:58

    Meus sentimentos, Karol.

  24. Juliana Oliveira • 24 de janeiro de 2015 • 23:16

    Sei exatamente o que está sentindo (pode falar “não sabe não..), sei de verdade. Tudo na vida acontece por um motivo, até as coisas ruins e você é corajosa e forte e foi capaz de entender o sentido dessa situação. Espero que tudo fique bem logo e que seu novo amiguinho chegue para encher seu coração de alegria de novo! Não se esqueça que mesmo sendo pessoas que você não conhece que te acompanham em todo o país, nós te mandamos boas vibrações o tempo inteiro ok? (Se eu fosse sua bff estaria aí com um pote de nutella pra aliviar a tristeza).
    Beijos, fica bem.

  25. Cibele Aguiar • 24 de janeiro de 2015 • 23:39

    K, eu imagino o momento difícil que você está passando agora! Mas com certeza ele está em um lugar maravilhoso com vários outros amiguinhos lindos. Que Deus conforte o seu coração o mais rápido possível.

  26. daniele • 24 de janeiro de 2015 • 23:53

    Sinto muito pelo Neves Ka ♥ :( é díficl perder aquele que faz parte da sua vida, aquele que é um membro da família♥ fica bem karol receba o nosso carinho através dessas mensagens, conte sempre conosco! te adoramos. Com certeza o Neves amou passar esse tempinho com você e estará sempre com você em seu coraçao, afinal nenhuma jornada é em vão!♥

  27. Camilla Rocha • 25 de janeiro de 2015 • 00:10

    Senti emoção ao ler seu texto. Enchi os olhos de lágrima e as deixei rolar sob meu rosto. Foi inevitável. Meus sentimentos Karol.

  28. Maria Clara • 25 de janeiro de 2015 • 00:25

    Sinto muito Karol, nós (suas leitoras) sabemos o quão você estava feliz em ter o Neves como melhor amigo.Eu não posso dar “um exemplo” como muitas das outras leitoras derão, (a propósito sinto muito por todas) por que nunca deu para ter por motivos de apartamento e tal, mais sei lá, eu sinto o como é difícil perder “uma pessoa” que você passou tão pouco tempo com ela, e desde do primeiro momento que a viu abriu uma espaço no coração para ela.E ela com tão pouco tempo de convivência… Sinto muito mesmo! :( :/

  29. Stephanie Hepburn • 25 de janeiro de 2015 • 00:32

    Karol, linda, eu entendo perfeitamente a sua dor, pois eu tenho vários peludos, e já perdi muitos deles e de formas horríveis. Mas sei que o Neves está no Céu, junto com os meus filhinhos, e eles estão brincando muito.

    Que Deus conforte o seu coração, e sei que o seu próximo bebê será o animalzinho mais feliz do mundo!

  30. William Moreira • 25 de janeiro de 2015 • 01:54

    Hey Karol, tem como eu te dizer que tudo vai ficar bem? Que tudo isso foi “bom” por que o peludinho te deu tudo o que temos que ter na vida, experiencias, e essas experiencias te afetaram exatamente como deveriam. Beijo no seu coração minha ruivinha mais linda. :D ♥

  31. Denise • 25 de janeiro de 2015 • 02:44

    Ei Karol, sei que esse momento é difícil.. Confesso que nunca passei por algo assim, mas desejo do fundo do meu coração que você fique bem. Como você mesma disse, ele cumpriu sua missão aqui na terra. Fica bem, pode contar com o nosso apoio

  32. Lói Cúrcio • 25 de janeiro de 2015 • 05:35

    Karol, vi seu post agora e fiquei arrasada. Sei exatamente o que está passando. Tenho hoje 6 peludinhos, meus @dogsdaloi e perdi um em outubro do ano passado, ele tinha só 4 meses, morreu no dia seguinte após completar aninhos. Nunca havia perdido nenhum Pet na vida. Até hoje sinto falta do meu filho. Nunca imaginei que fosse doer tanto. E hoje sinto uma saudade gigante e ainda tenho dificuldades de ver fotos dele, assistir os vídeos que já gravei com ele. Dói muito! Ainda mais pela forma como ele se foi. Mas assim como você aprendi muito nos 4 meses que passei com ele. O Marley veio para me ensinar e revelar verdades da vida que jamais tinha pensado, sabe?! Quase entrei em depressão de tão mal que fiquei. Mas graças a Deus esse filho que virou anjo e estrelinha no céu cuidou de mim de longe e sonho com o dia que me reencontrarei com ele. ❤️ Enfim, sei como deve está se sentindo. Viva esse momento e acredite, Deus o que faz. Confie! Fique em paz e se cuide, viu?! Que Deus conforte seu coração, pois só Ele pode te ajudar nesse momento. Bju grande Flor e lambeijos dos meus peludinhos.

  33. Aline • 25 de janeiro de 2015 • 11:37

    Karol, já passei por isso e dói demais, mas foi um momento que me fortaleceu demais, espero que esteja melhor! Força. Bjos

  34. manu • 25 de janeiro de 2015 • 12:00

    Karol,não tem muita coisa que nós leitoras possamos falar para te reconfortar,mas estamos aqui.O neves viveu o que tinha para viver,e cumpriu a sua missão.Toda a força e carinho,e que você o encontre em seus sonhos!!

  35. Jaqueline • 25 de janeiro de 2015 • 14:27

    Sinto muito mesmo =’/

  36. Eduarda • 25 de janeiro de 2015 • 15:12

    Força Karol, sei o quanto é triste perder um amiguinho, mas sempre se lembre dos bons, mesmo que não muitos, momentos que vocês passarão juntos
    Ele com certeza está em um lugar melhor

  37. Bárbara de Medeiros • 25 de janeiro de 2015 • 15:35

    Estou transmitindo o máximo de pensamentos positivos que consigo pra você, Karol. Sei que é um momento difícil, mas sei também que você é forte e vai conseguir superar isso.

  38. Caroline Santos • 25 de janeiro de 2015 • 16:03

    Karol, não tenho muito a lhe dizer, mais tento imaginar o que esta sentindo, apenas para poder dizer algo que conforte teu coração. Força, pois não só eu mais como todas as leitoras sabemos, o quão forte você é, e que isso é apenas mais uma prova para lhe tornar ainda melhor… Meus sentimentos, você vai superar isso! E eu estarei aqui para para ver o trabalho maravilhoso que você me proporciona… beijos <3 <3

  39. Caroline Iglesias • 25 de janeiro de 2015 • 16:44

    Assim que comecei a ler não imaginava nunca que fosse por causa do Neves, nem por um minuto cogitei isso. Sinto muito pela sua perda. Sei que é muito triste a perda de um bichinho, pois já passei por momentos assim com bichinhos tendo só 19 anos ainda. Ainda me lembro quando a primeira morreu aos meus braços, da segunda que se foi com apenas seis meses e a última que faria 5 anos no dia 31 de dezembro. É triste ter que dizer adeus a uma alma tão bondosa e tão cheia de vida e amor. De uma coisa eu sei e sei que todos que perderam também sabe: carregaremos os momentos felizes que tivemos com eles e o quão bom e gratificante foi a passagem deles em nossas vidas!

  40. Júlia • 25 de janeiro de 2015 • 16:54

    Karol,tudo que posso dizer é para você ficar forte.Lembro que meu cachorro,que ficou comigo até os onze anos partiu.Chorei muito,mas a gente tem que chorar para depois esquecer.Esquecer as coisas ruins,e apenas deixar as coisas boas.Vamos seguir em frente.Sorrir pelo passado também vai te fazer sentir bem,Ka.Pense nos momentos de felicidade junto à ele.E o mais importante,se mantenha forte,muito forte.Beijo e melhoras <3 (escrever esse comentário foi como consolar minha melhor amiga.)

  41. Letícia • 25 de janeiro de 2015 • 17:13

    Ká, imagino o quão difícil deve ser passar por isso. Eu tenho duas cachorrinhas e não gosto nem de imaginar como vai ser quando eu perdê-las. Força, vai ficar tudo bem. Você vai ver, não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe. Beijos <3

  42. Débora Silva • 25 de janeiro de 2015 • 17:49

    Oi Karol. Antes de tudo, meus pêsames pelo que aconteceu. Eu raramente comento aqui, mas hoje, depois desse texto, me vi obrigada a fazer isso. Não sou a melhor pessoa para te ajudar, principalmente porque um dos meus maiores medos é de cachorro, mas senti que, mesmo com todos essas histórias dessas leitoras maravilhosas, algumas palavras minhas iriam ser necessárias. Não vou falar de cachorros, mas sim de pessoas. Eu já sofri com duas perdas grandes na minha vida: minha vó e uma prima. Minha vó faleceu quando eu tinha 6 anos. Ela morava em Jaraguá do Sul – SC e eu no interior de SP, ou seja, 8 horas de viagem. Não tive oportunidade de me despedir dela nem dizer o quanto eu a amava. Já minha prima faleceu no ano passado com 40 anos de câncer pelo corpo todo e deixou dois filhos, inclusive um de 3 anos. Depois dessas duas perdas, eu aprendi que todos temos um objetivo nessa vida. Minha vó intercedeu por muitas pessoas, as quais foram no enterro dela agradecer ao meu pai e aos seus irmãos por tudo aquilo que aquela senhora havia feito por suas famílias. Minha prima mostrou para nós que, mesmo estando doente, a vida podia ser bonita e esta nunca desistiu de lutar pela vida que acreditava ser a melhor. O que eu levei de tudo isso? Que todos nós precisamos dar valor principalmente para as coisas pequenas, porque serão dessas coisas que sentiremos falta. O Neves cumpriu a sua missão que foi trazer luz para a sua vida, mesmo que por apenas 3 dias. Eu sei que em muitos momentos a saudade vai bater, mas nunca se esqueça que isso aconteceu porque tinha que acontecer. Muitas vezes não entendemos porque certas coisas acontecem, mas tudo tem um propósito. Eu espero que você melhore. Um beijo no coração

  43. Aska • 25 de janeiro de 2015 • 18:49

    Karol, eu sei a dor que você ta sentindo porque eu já passei por isso e entendo exatamente,eu não vou pedir para você não desanimar porque eu sei que isso não é possível eu só quero que você se cuide e com o tempo supere aos poucos, mas não totalmente porque ele é uma parte da sua vida que merece ser lembrada.
    Um beijo e todo carinho do Mundo da sua leitora, Aska.

  44. Maria Rosa • 25 de janeiro de 2015 • 19:26

    Não consigo acreditar nisso :( Força, Karol!

  45. Júlia Oliver • 25 de janeiro de 2015 • 23:32

    ❤Te amamos muito, e não queremos ver você sofrer,nem por um se quer segundo, saiba que sempre estaremos do seu lado pro que vier e for! Muita paz no seu coração é apenas o que desejo, respeitaremos o seu momento viu? Seu texto tocou meu coração, quem dera eu poder tocar o seu também :) então por favor Mentalize o meu abraço sem nem mesmo saber quem sou pode ser? Sou muito sua fã, amo seus vídeos, e o blog também, e de vez em quando crio coragem e venho aqui comentar só pra me sentir mais pertinho,bom não faço ideia se você lerá isto ou não, mas apenas sinta meu afeto :) Gosto muito de você Karol, Abra logo seu sorriso pois não posso esperar muito tá? (Brincadeira)
    PS: Sei que ficou meio desorganizado, mas é com carinho❤

  46. Ana Cláudia • 26 de janeiro de 2015 • 05:27

    Bem Karol, para começar, quando eu comecei lendo esse texto eu não sabia que seria esse o final e pra confessar, eu fiquei bem assustada e levei um tempo para “perceber” o que vc queria dizer. Eu nunca tive um cachorro, mas já perdi pessoas importantes na minha vida, meu bisavô e bisavó, eu sei que é bem diferente, mas ao mesmo tempo doi muito. Eu só quero desejar forças para você nesse momento difícil e que vc consiga superar no seu tempo. Forças Karol, nós te amamos e estamos com vc.

  47. Paola Alves • 26 de janeiro de 2015 • 09:47

    Ai Karol, não acredito )): Eu sei que você pediu, mas é inevitável perguntar o que houve. Sinta se amada, abraçada, consolada! Desejo muita força! Apesar de a gnt nunca entender, tudo tem um propósito né? Fica bem! <333 http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  48. Larissa • 26 de janeiro de 2015 • 12:39

    Poxa, Karol. Também ganhei um cachorrinho e ele ficou apenas 1 semana comigo e infelizmente, se foi. Isso dói demais.. Muita força!

  49. Marina • 26 de janeiro de 2015 • 12:58

    Karol sei que nada do que eu te fale agora vai fazer passar sua dor e sua tristeza, por isso quero que você saiba que vamos te dar todo apoio do mundo. Queria muito poder te dar um abraço e fazer isso passar mas não posso, por isso stou te mandando todo o carinho e amor e espero que você o receba

  50. Ana Luísa de Oliveira • 26 de janeiro de 2015 • 13:15

    Não tem muito o que a gente possa falar agora que vá diminuir a dor da sua perda. Mas pegue a minha força e a de todas as suas leitoras que aqui deixaram comentários lindos pra que você consiga seguir em frente e ainda tirar algo de muito bom da sua história com ele, como você inclusive já fez! As pessoas aparecem na nossa vida com um propósito, assim como os animais, e Deus decide quando esse propósito foi cumprido e quando está na hora de seguir em frente sem eles. Você é uma pessoa iluminada e merece ser feliz de qualquer jeito. E é como eu sempre falo no meu blog: um passo de cada vez, ok? Um dia de cada vez.
    Fica bem princesa.

    http://wordskindom.blogspot.com.br/

  51. Yasmim Ramos • 26 de janeiro de 2015 • 14:52

    ownt Karolziitaa! \:
    te entendo perfeitamente. .
    E só posso te dizer que logo logo ficara tudo bem novamente..
    Forças, amada!
    <3 te amamos

  52. Joy • 26 de janeiro de 2015 • 19:04

    Karol quando tinha uns 12 anos tbm perdi um animalzinho era um gatinho lindo, ele morreu envenenado, fiquei muito triste, chorei muito, quase entrei em depressão ai logo depois meu Pai me deu outro gatinho da mesma raça, mas em menos de 5 dias o gatinho sumiu, desapareceu creio que ele foi seqrestrado por alguem na rua ou se perdeu, pois quando ganhei ele, ele estava começando a sair pra rua e explorar o mundo, fiquei muito chateada e desde então tenho receio de ter animal de estimação e perdelo novamente, mas como tudo na vida deve ser superado, creio que logo logo terei outro bichinho pra chamar de meu rs, e com vc não vai ser diferente, tudo vai dar certo, grande beijo, te adoro…

  53. Ana Caroline K. • 26 de janeiro de 2015 • 19:41

    Own Ka, eu sei como se sente. Ja perdi tantos cães na minha vida! Mas lá em cima ele estará em paz. Que Deus conforte seu coração, amiga? <3

  54. Fernanda • 27 de janeiro de 2015 • 23:15

    Força Karol. Aqui em casa passamos por duas dores como essa. Primeiro a Dalila com 13 anos. Meus filhos nasceram e cresceram com ela. Ano passado tivemos a nossa segunda perda, Magie, com 3 dias em nossa casa nao resistiu e tmb nos deixou. Virou estrela. Imagine o sofrimento dos meninos. Mas hoje o #JackBauerDog que eTa com 1 ano e 3 meses só nos traz alegrias.
    Beijos e fica com Deus

  55. Isabela Vaz • 28 de janeiro de 2015 • 10:40

    Força Karol, é triste perder um amigo.

    Estamos com você! <3

  56. Leticia • 19 de fevereiro de 2015 • 02:05

    Chorei :(