Últimos Vídeos
Moda

Look da Ka: vestido étnico

Pega essa minha cara de feliz… Hahaha
Tirei essas fotos hoje de manhã, na casa da Manu Gavassi. Vocês pediram e gravamos juntas o próximo vídeo “Bla bla blá” do blog. Foi uma conversa muito legal e sincera sobre fama, sucesso, carreira, sonhos e outros assuntos que vocês saberão logo, logo! Montei o look pensando nesse dia lindo de sol, mas ventinho gelado. Por isso, combinei o vestido de estampa étnica com o casaco compridinho de lã!

Aliás, vocês sabiam que o étnico não pegou pra valer só agora? Lá em 1967, o estilista Yves Saint Laurent já lançava uma coleção cheia de inspiração étnica chamada African Look.

etnico4
etnico2
Penny (filha da Manu e do Chay) em seu momento blogueira! hahaha Ai, gente, alguém me abraça pois tive que vir embora sem ela (é óbvio) e estou sofrendo muito até agora!

etnico8
etnico6
etnico3
etnico7
etnico5

1. Casaco de lã – Luigi Bertolli
2. Colar estampado – Riachuelo
3. Vestido étnico – Forever 21
4. Botinha com franjas – Forever 21

17 Comentários
Continua...

Parte 4: A solução

Aqui, é você quem escreve comigo. Vote e a história Continua…

continuaok
“O que você está fazendo aqui, Bruno?”

Perguntei ainda segurando o teste de gravidez da Cá nas mãos.

“Você está Grávida, Chris? Mas como assim? Nós nem chegamos a fazer nada ontem. Você pode ter engravidado mesmo assim? Nossa, não, calma. O que vamos fazer agora? Nossa. Calma. Vai dar tudo certo. Estou do seu lado. Pra tudo.”

Ouvir aquelas palavras de apoio do Bruno me fez viajar para outro lugar…

… Eu tinha uns 7 anos, usava aparelho nos dentes e treinava para o meu primeiro beijo na palma da mão. Gostava de imaginar que minha Barbie customizada (cortei o cabelo dela bem curtinho e desenhei uma tatuagem de coração nas costas com canetinha) era, na verdade, uma garota de 17 anos independente que trabalhava como bióloga e morava sozinha perto do mar (por algum motivo eu achava que,  aos 17 anos, todas as pessoas teriam grana e maturidade para esse tipo de coisa). Nas minhas brincadeiras, ela rejeitava todos os Kens. Não porque não gostava deles, mas porque acreditava que não precisava deles.

Sempre pensei meio como a minha Barbie customizada. Óbvio que dou valor para momentos legais que passei até hoje com os garotos, mas é só algum deles me decepcionar para eu voltar a pensar como aos 7 anos de idade. O Bruno pode ter sido um bobo na noite anterior, mas, agora, tinha ido até a minha casa me procurar para saber se eu estava chateada. Nem vou comentar o fato dele achar que eu poderia estar gravida depois de um amasso em que nem tiramos a roupa. Mas preciso dar valor ao que tinha acabado de ouvir. “Estou do seu lado. Pra tudo”.

Voltei da minha viagem ao tempo e expliquei que, na verdade, o teste era da Camila, que ainda estava sentada no vaso com o rosto escondido entre as duas mãos.

Era impossível não perceber a expressão de alívio do Bruno, mas durou só três segundos. No quarto segundo, ele levantou a Camila pelos braços e disse de um jeito tão sério que até eu fiquei assustada:
“Nós vamos resolver isso…”

Carregando ... Carregando ...

Leia também:
Parte 1 – O sinal
Parte 2 – O resultado
Parte 3 – A verdade

26 Comentários
Disney e Orlando, Fofuras

Hoje nós vamos pra Disney!

lily
Bem, não vamos eu e você (infelizmente), mas Lily vai! 

Sério, essa menininha fofa é tipo eu quando recebe a notícia de que vai para Disney! hahahaha Eu choro, grito, fico louca… Bem, pelo menos na minha imaginação tudo isso rola! hahaha

Dois anos atrás, Lily soube que visitaria o lugar mais mágico do mundo e teve uma reação muito engraçadinha.
Olha só:

Agora, duas semanas atrás, a menina recebeu a notícia de que iria (de novo) pra Disney. Amo que ela reage quase do mesmo jeito. Isso é pra calar todo mundo que não entende minha felicidade ao voltar nos parques. Sempre digo: é como se fosse a primeira vez!
Ahhh, antes de dar o play, saiba que você PRECISA ficar ligada na reação “BITCH PLEASE” da irmã mais nova! Vale a pena!

19 Comentários